quarta-feira, 19 de março de 2008

Mini Dicionário Açoriano

Mini Dicionário de expressões Açoriano

"O segredo para não ter tédio, pelo menos para mim, é ter ideias"
Delacroix, Eugène


Este mini dicionário serve para fazer uma pequena brincadeira e partilhar convosco uma pequena recolha de regionalismos ou expressões usadas pelos Açorianos.


A
Açucrino Gelado
Origem: ice cream
Ex:
P:“Queres um Açucrino?”
R:“Queres um gelado (ice cream)?”


Alvaroças Suspensórios
origem: overalls

Atoleimado Tolo

Apoquentação Problema; inquietação

Abouiar Atirar

Aganta Aguenta

Amanda Manda

Asno Burro

Arressaca (deturpação de Ressaca) Briga


B

Bota que tem Termo generalista de concordância em resposta
a uma pergunta:
Ex:
P: “ Vamos aos toiros?”
R: “ Bota que tem! ”
P: “ Vai mais um copo de vinho?”
R: “ Bota que tem !”

Brassad Companheiro; amigo

Blica Pénis

Binsuade Abençoado; Querido

Bezuga Rapariga

Base Autocarro
Origem: bus

Barraca Tenda

Bailinho Teatro amador

Barbasn’ciu Piquenique; Churrasco
Origem: Barbecue

Buer Beber (não é usado unicamente nos Açores)


C

Cubanos Pessoas que nasceram em Portugal Continental

Clauseta Armário; roupeiro
Origem: closet

Cooler Caixa hermética; geleira

Corisco mal amanhado Safado; traquinas; reguila

Crica Tampa; carica

Canica Relva

Canáda Rua

Canadinha Rua estreita

Clâme Saliva; cuspo

Carro de praça Táxi

Carreira Autocarro

Chouffer da frágonete Condutor da Camioneta

Cramalheira Dentadura

Candilhes Rebuçados
Origem: Candies

Côrtes Tribunal
Origem: Court

Chupeta Banana (cabo para ligar a antena na televisão)

Colégio Universidade
Origem: College

Carroça Bebedeira


D

Descreta Esperta
Ex:
“… tal piquena discreta!”

Dondué De onde é?

Donetes Donuts
Origem: Donuts

Desclaços Terceirenses


E

Enlameirados Enlameados; caminhos com lama

Enbia-te Vem

Estás bem amanhado! Estás tramado (lixado)!

Estôa Loja
Origem: Store


F

Friza Frigorífico
Origem: Freezer

Fanica Vagina

Fogue t'abrase Fogo te abrase (injúria)

Fema Rapariga

Fonte Torneira

Foge diante Sai da frente

Frágonete Camioneta

Fominha negra Com muita fome

Fogareiro Fogão Mulher feia

Falsa Sótão

Frejoeira Frigorifico
Origem: Refrigerator

Frango Homossexual jovem



G

Gama Pastilha elástica
Origem: gum

Gaitadaria Gargalhadas; risos frenéticos

Gueixa Rapariga

Gadanhos Dedos

Gueixos Vacas; gado

Grande padeira Grande rabo

Gadelhas Cabelos

Graduar Formar; licenciar
Origem: to graduate

Gárbixa Lixo
Origem: Garbage

Garoto Irresponsável


H

Hambérger Hamburger
Hóme Homem; namorado; marido


I

Ice Ai se…


J

Já se sabe.. Claro (afirma concordância)
Japoneses Oriundos de São Miguel

K

L


Lai Lei


M

Mapa Esfregona
Origem: mop
Ex:
“Dá-me o mapa” = “Dá-me a esfregona”

Modes Expressão utilizada para dizer que está pronto ou;
a modes que - neste sentido é utilizado para uma suposição/ interrogação/ afirmação:
Ex:
P: a modes que ontem houve toiros na ribeirinha?!
R: a modes que sim!

Maçam Grande quantidade, ou em grande quantidade.
Ex:
"Estavam pra lá, maçam deles"

Mamã s'abence Pedido de benção

Macaquinhos Desenhos animados

Meias Collants

Miolos Migalhas

Moreão Pénis

Microeives Micro-ondas
Origem: Microwaves

Modas Músicas

N

New Nú; Sem roupa.
Ex: Ele saiu new de casa.

Naião Homosexual

Mêm de veras A sério

Nisca de gente Criança


O

Olhos arregalados! Olhos em bico!

Offas Escritórios
Origem: Offices

Oranmelons Melancia
Origem: Watermellons

P

"povo com 'a bicho" Uma multidão, muita gente.
Pa mór dês Expressão Terceirense utilizada para dizer Pelo Amor de Deus. Ex:
“…Eh homê pega drêt! Pa mór dês!”

Pana Alguidar; bacia

Puderio Sinónimo de muito - "grau superlativo absoluto de muito"

Prisões Ganchos para o cabelo

Prisão da rôupa Molas de roupa

Pelo'ê Ai de ti!

Pau-de-filete Poste de electricidade

Poderios Muito

Pega drêt Desaparece
Ex:
“…Eh homê pega drêt! Pa mór dês!”

Papo-seco Carcaça

Péugos Meias

Penca Nariz

Paranhos Teias de aranha

Piquenos Meninos; miúdos

Passa-te pa uma casinha! Vai-te embora; Não me chateie; Desaparece


Q

"...que nem mate" Expressão comparativa, normalmente depreciativa, utilizada
em expressões do tipo:
Ex:
“…ele é feio que nem mate.”

Queijada Pastel de nata

Que peste! Que cheiro!

Quéla Ela; rapariga


R

Requim (Requinho) Bonitinho, engraçado

Rebendita Vingança

Rabixel Rabo

Raíuei Auto-estrada
Origem: High way

Rár atéck Ataque cardíaco
Origem: Heart Attack

Recuo Marcha a trás

Recta Via rápida

S

Suéra Camisola
Origem: Sweatshirt

Samarra Peça de roupa; casaco quente

Shortes Calções
Origem: Shorts

Sifão Sanita

Snicas Ténis; Sapatilhas
Origem: Snickers

Sinó Neve
Origem: snow

Socas Meias
Origem: Socks

Socas de milho Maçarocas

Soda Refrigerante
Origem: soda

Slipas Chinelos
Origem: Sleepers

Serrado Terreno normalmente usado para o gado

Sertã Frigideira


T

Toleirão Tolo

Tal Que

Tai'asne Tal asno; que estúpido

Tás co olho!? Para onde estás a olhar!?

Têstos Cacos

Tréla Atrelado
Origem: Trailer

Traques Camiões
Origem: trucks

Turquí Peru
Origem: Turquey

Toma calma! Acalma-te!


U

Uínda Janela
Origem: window


V

Vaca Miquelina Aspirador
Origem: vapoor cleaner
Ex:
“Comprei uma “vaca Miquelina” qué um “espetácule”” = “Comprei um Vapor cleaner (aspirador) que é um espectáculo”

Vá larê Vai dar uma curva

Vent'incanade Corrente de ar (Vento encanado)

Vesgueta Cego
Ex:
'Tás vesgueta?”

Vais apanhar nas ventas Vais levar na cara

Viciár Vídeo
Origem: vcr


W

X

Y

Year Deixar, partir.
Ex: Ela teve que year?

Z

Zebra Passadeira
Zaparece Desaparece; Vai- te embora


Espero que se tenham divertido tanto a ler este mini dicionário como eu me diverti a elaborá-lo. O mais curioso é que demorei cerca de três dias a conclui-lo e cada vez que pensava concluir e enviá-lo lembrava-me de mais alguma frase ou palavra. Acreditem que me tinha sido bastante útil antes de ir para a região.


Agora para ver se conseguem fazer uso do dicionário:
Dois textos em “açoriano” para ler tal qual estejam escritos e têm a garantia de uma boa “gaitadaria” (gargalhada):
http://www.acores.net/blogger/view.php?id=5735
Mabilda e Alzira vão Praça do Mercado (parte 1)
Publicado em 2006-01-17 15:53:17
Alzira chega logo ás 9 da manhã batendo á porta da Mabilda. Alzira: Mabilda!!! Ah Mulher acorda-meMabilda.áqela acorda!!! Mabilda cheia de sono: áqelaq foi? Já na se pode dormir descansada? A: ah Mabilda então não temos de ir á Praia da Vitória?...ah praça do mercado? M: ah..mas é na carreira das 10 qelaisso ainda é cedo!!! A: aqela mas qero ver qem passa..e saber as novidades antes de ir pa Praia! M: porque na disseste logo mulhervou-me vestirolha entra e vai comendo uns biscoitos.. Alzira pega no saco e senta-se .pega num biscoito e põe na boca: Alzira: aiii isto tá duro que nem um calhau..ainda me parte a dentuça..credo..cheira a mofo!!! Mabilda veste a sua saida rodada preta com pregas..e a sua suera com brilhantese pega no perfume que a irmã mandou do Canadápõe em sie derrepente as moscas caem pró lado.. Mabilda: qerem verontem é q esguixei o mafue só morreram agora? A: ahhh Mabildaáqela tas pronta? Já é 9:30!! M: já tou aqigostaste dos biscoitos? Fiz-os ontem..uma receita da chica da venda A: ah..são uma delicia tens de me dar a receita! (cuspindo o biscoito num guardanapo) M: olha leva estes..pra gente se consolar na Praia A: ah mulher na precisa agente compra no modelo uns pa gente cmer M: ahh mulher ate parece q na gostaste A: eu adorei..ate vou cmer outro agora..hummm q bom (q vontade de vomitar)ahh que cheiro é esse parece M: gostas?..é perfumeminha irmã do Canadá mandou-me .. A: pois.,,,cheira bem.(parece mafu) M: olha vamos já andando. Saindo a portasobem a rua..e vão ate paragem do autocarro A: olha a Maria Joaquinha.aqela.chega aqi!!! M: áqela tua mãe tá mais pairadinha? MJ: á vocês ela está internadamas segundo o médico tá quase em casa A: aqela adês entãoe manda visitas a tua mãe M: ah Alzira já viste aqela..a mãe internada e ela ontem na venda da chica a rir toda esganiçada.. A: e mais umamas isto na sai daqia Josefina disse-me que ela anda metida com o Jaquim da Conceição.. M: ahh..na possoela e o jaquim..credo mulher.. A: nem sabesesta gente tá cada vez pior.


Mabilda e Alzira vão á Praça do Mercado (ultima parte)
Quarta, 18 de Janeiro de 2006 às 14:28
O autocarro chega M: olha a carreira já vem.qem será o choféaqele careca que costuma fazer o desta hora não gosto nada..tem cá uma fronha..que parece que comeu e na gostou A: tens rezão qelatem cara de porcoele faz sempre uns olhos pra mimna tenho a culpa de ser toda bonita. M: ahbonitapois é (esta na tem espelhos em casa) A: olha o chófé é outroé um rapaz novogordo..prefeito..que rico pequeno M: olha é pra Praia se faz favor A: Mabilda olha que aumentou o preço M: credo..é verdade? Condutor: sim..aumentou 5 centimos M: cruzes credo..tá sempre aumentar.. A: olha vamo-nos assentar ali M: ai tanta canalhacredo..aqela não é a filha do Ribeiro? A: éum pai que se faz tanto prezado..e uma filha que veste aqelas roupashavera de ser comigofilha minha anda sempre na linha! M: (mal ela sabe a peça que tem em casa) claro mulher a minha também tá sempre na linhaera mais que faltava estar naqeles aqilo é uma saia ou um cinto? A: é uma saiamodernices(ate parece que a tua filha é uma santa) M: e já viste aqelas meias?....parece uma rede de pescadorq vergonha! A: a minha também queria..eu é que na deixeiera mais que faltava Filha do Ribeiro: aiii estas velhas já me irritammas..que raio de cheiro é esseparece mafu.ás tantas elas nem se lavam! A: (uiii eu que o diga que raio de perfume) M: que é que aqela tá pra ali a dizersobre mafuate parece que estamos a enjoar A: (estamos?..ou estás?) na seideixa láeste teu perfume consola (aii que ainda desmaio) M: canalha malcriadavou mas é cmer uns biscoitosqeres um? A: (credo) tou cheia qelacmi muito.. M: olha já tamos a chegarcredotanta gente nessa Praia A: pois é..essa gente é só passearna qerem fazer nadae já viste..é só canalha da escola M: ai mulher vamos lá pa Praça do Mercado chegando á Praça do mercado M: credo..que cheiro a peixe logo á entrada A: antes isso que o teu perfume M: disseste alguma coisa? A: este peixe parece do joão dos ovosmais podre que nem sei o quê M: olha vou comprar uns legumes pra fazer uma sopa homem da banca de legumes(HBL): Bom dia minha senhora..em que posso ser útil? M: era umas coives HBL: tenho estas aqifresqinhas q consola M: fresqinhas? Tão murchase comidas pelas lagartas!... HBL: oh minha senhora na diga issoestao aqi frescas..apanhadas hoje do meu quintal! M: Alzira!!! Áqela chega-te aqi! A: diz Mabilda M: olha-me pra estas coives. A: credo..isso onde é que andoue ainda por cima com este preço HBL: estão frescasmas eu faço um desconto! M: assim axo q levoarranja-me aí umas folhinhas HBL: tome lá.(uffa tava a ver q na as vendiatão aqi desde a semana passada) A: olha vou ali comprar umas maçãs M: olha vou contigo HB frutas: em que posso ser util? A: tou aqi a ver umas maçãs.(apanhando o homem distraído..poe umas na mala e a Mabilda faz o mesmo) HBF: entao já escolheram? A: olha pode ser uma 3 maçãs dessas HBF: apenas 3? A: na somos muito de comer fruta M: olha qem tá ali.ohhh tia Rosaaqelacmé que tas? TR: olha vai se andando..é uma vidatou cansadavelha A: olá tia rosa..ah mulher pareces cada vez mais nova..tás aí que é uma rica TR: olha tenho de iro meu xico tá ali á minha espera..farto de esperar M: adês mulher A: já viste cmé ela távelhaparece q tá com os pés pa cova M: e já viste..cheia de pinturas..com os beiços pintadosdeve pensar que é melhor cãs outras A: olha Mabilda..vamos mas é apanhar o carreira pra casa M: vamosé a vida. The End

2 comentários:

Mizé disse...

Estive a ler com imensa atenção tudo o que escreveu...sim...na verdade há muitos regionalismos descritos que são açorianos,pese embora o facto de que muitos que são usados em S.Miguel,não são usados na Terceira, e mesmo na Ilha Terceira, encontra-se diferenças de freguesia para freguesia...
Eu nasci e cresci na ilha Terceira
e penso que seria de aprofundar mais o tema... "Fiquei antão desacorçoada, a mal acomparade cuma saca d'incomendas sin nada lá drente"...Mas valeu pela intenção! Abraço ilhéu...

Unknown disse...

Isso está cheio de calão dos calafões...